Associação Junguiana do Brasil

Monografias

Voltar

Autor: Lehmkuhl, Roberto Fábio
Título: Buscando a Alma – Do Sintoma ao Sentido
Ano: 2014
Orientadores: Áurea Roitman

A medicina atual não fornece resposta aos anseios profundos das pessoas que adoecem. Os sintomas não são mais entendidos como símbolos em direção a totalidade, à ampliação da consciência.

A própria sociedade depara-se com questões neuróticas e patologias do vazio. Estas questões parecem ser decorrentes da cisão que o homem teve da ligação com suas raízes arquetípicas, através da perda do mito e da morte dos deuses.

Sem o mito, o homem fica perdido, sem as “coordenadas” da alma. Os deuses não morreram, apenas tornaram-se doenças. Os conteúdos psíquicos que eles representam ainda estão presentes na atualidade regendo os seres humanos de forma inconsciente.

Os mitos têm o poder de resgatar a alma humana, guiá-la, sustentá-la e reconectá-la ao ritmos maiores da vida. Os conteúdos arquetípicos denominados “deuses” pedem atenção, querem participar de nossa vida, inspirá-la e resignificá-la.

Se conseguirmos retomar a ligação com nosso mito pessoal e com os deuses que nos regem, poderemos encontrar mais sentido em nossas vidas e poderemos vislumbrar o divino em cada pequeno ato diário.

Palavras chave: mitos, deuses, sentido, alma.

Instituto de Psicologia Analítica de Campinas
Instituto C.G. Jung Minas Gerais
Instituto Junguiano do Paraná
Instituto Junguiano do Rio Grande do Sul
Instituto Junguiano do Rio de Janeiro
Instituto Junguiano de São Paulo
Instituto Junguiano de Brasília
Instituto de Psicologia Analítica da Bahia

Associação Junguiana do Brasil - AJB - Todos os direitos reservados

Rua Cardoso de Almeida, 1005, casa 6
CEP 05013-001 – Perdizes – SP
www.ajb.org.brajb@ajb.org.br

by Elav