Associação Junguiana do Brasil 25 Anos

Monografias

Voltar

Autor: LEVY, Edna Garcia
Título: Tornar-se quem é: A constelação do self no jogo de areia
Ano: 2007
Orientador: Zilda M. Paula Machado

O jogo de areia viabiliza uma visão concreta do processo do inconsciente, sendo eficaz como terapia auxiliar do processo analítico quanto como um processo autônomo.

A análise de um processo terapêutico no jogo de areia feita de forma abreviada, tendo como objeto de análise somente o centro dos cenários, possibilita alcançar uma visão panorâmica dos estágios do desenvolvimento psíquico. É claramente observável a reordenação da personalidade desde o inicio, o confronto com a sombra, a diferenciação dos opostos e a possível constelação do self.

Por meio do jogo de areia surge uma nova relação do individuo com a sua imaginação e com seu eu interior, ganha uma nova sensação de seu valor e força, pois literalmente a vê em seus cenários. A união dos opostos é o que se concretiza na caixa de areia e ela assume a função transcendente dentro do processo terapêutico, com o jogo de areia, ao desempenhar o papel de diálogo entre consciente e inconsciente. Trazer para a concretude o mundo inconsciente nos ajuda a alcançar a consciência, reconhecendo a própria condição e possibilitando a realização das transformações necessárias.

Instituto de Psicologia Analítica de Campinas
Instituto C.G. Jung Minas Gerais
Instituto Junguiano do Paraná
Instituto Junguiano do Rio Grande do Sul
Instituto Junguiano do Rio de Janeiro
Instituto Junguiano de São Paulo
Instituto Junguiano de Brasília
Instituto de Psicologia Analítica da Bahia

Associação Junguiana do Brasil - AJB - Todos os direitos reservados

Rua Cardoso de Almeida, 1005, casa 6
CEP 05013-001 – Perdizes – SP
www.ajb.org.brajb@ajb.org.br

by Elav