Associação Junguiana do Brasil 25 Anos

Monografias

Voltar

Autor: JUGEND, Sheila Woller
Título: A alma judaica: uma tecelã de histórias
Ano: 2007
Orientador: Áurea Roitman

Este trabalho tem por objetivo mostrar a importância e o significado da prática de contar ouvir e vivenciar histórias para a psique. Partindo-se do pressuposto que é costume na tradição judaica a prática de contar histórias, analiso a sua importância e do seu simbolismo no judaísmo; assim como o lugar das histórias na psicologia analítica e a sua função transformadora conduzindo o indivíduo ao seu processo de individuação. Ao contar, ouvir e vivenciar histórias nos diversos rituais, o indivíduo vai internalizando valores, conceitos, tradições e costumes; tornando-se mais consciente de si próprio, suas origens e sua identidade. Conceitos de arquétipo, imagem, símbolo e individuação foram trabalhados dentro do contexto das histórias mostrando o aspecto tecelão da alma judaica e seu efeito restaurador para a psique.

Instituto de Psicologia Analítica de Campinas
Instituto C.G. Jung Minas Gerais
Instituto Junguiano do Paraná
Instituto Junguiano do Rio Grande do Sul
Instituto Junguiano do Rio de Janeiro
Instituto Junguiano de São Paulo
Instituto Junguiano de Brasília
Instituto de Psicologia Analítica da Bahia

Associação Junguiana do Brasil - AJB - Todos os direitos reservados

Rua Cardoso de Almeida, 1005, casa 6
CEP 05013-001 – Perdizes – SP
www.ajb.org.brajb@ajb.org.br

by Elav