Associação Junguiana do Brasil 25 Anos

Monografias

Voltar

Autor: HORSCHUTZ, Renata Whitaker
Título: A importância das vivências infantis para o futuro processo de individuação
Ano: 2006
Orientador: Áurea Roitman

O assunto objeto desta monografia são as contribuições da análise infantil e das memórias da infância com base na psicologia junguiana, para o futuro processo de individuação, isto é, uma reflexão sobre as contribuições da analise relativa ao período da infância para resgatar a formação de um EU saudável e, portanto, para o processo de individuação, ou seja, manter-se conectado ou refazer o eixo Eu – SI MESMO.

O tema é introduzido por alguns conflitos da psique infantil, com posterior descrição sumaria dos arquétipos materno, paterno e do processo de individuação.

Seguidamente é realizado um relato da responsabilidade dos pais na estruturação psíquica da criança, em decorrência de sua fácil captação do inconsciente parental, bem como uma reflexão de algumas dinâmicas familiares, além da descrição do processo de atendimento familiar na análise infantil.

Demonstrar que o trabalho simbólico com crianças é algo tangível, visto que a criança apresenta uma forte relação com os arquétipos, e qual a importância desta relação arquetípica para a estruturação do EU e manter viva uma relação com o SI MESMO, processo fundamental para a individuação, constituem a parte deste trabalho.

Instituto de Psicologia Analítica de Campinas
Instituto C.G. Jung Minas Gerais
Instituto Junguiano do Paraná
Instituto Junguiano do Rio Grande do Sul
Instituto Junguiano do Rio de Janeiro
Instituto Junguiano de São Paulo
Instituto Junguiano de Brasília
Instituto de Psicologia Analítica da Bahia

Associação Junguiana do Brasil - AJB - Todos os direitos reservados

Rua Cardoso de Almeida, 1005, casa 6
CEP 05013-001 – Perdizes – SP
www.ajb.org.brajb@ajb.org.br

by Elav