Associação Junguiana do Brasil

Monografias

Voltar

Autor: CHAGAS, Lunalva A. Fiuza
Título: O Pequeno Principe e a Relação Analítica
Ano: 2007
Orientador: Gustavo Barcellos

Trata-se de uma breve reflexão sobre o processo analítico, inspirada na obra de Antoine de Saint-Exupèry, O Pequeno Príncipe.

Pensando na linguagem essencialmente metafórica do encontro analítico, busquei a relação com este clássico de Exupéry, uma obra imagética capaz de tocar e espelhar a alma humana em todo seu mistério e delicadeza de detalhes.

Traçando um paralelo com o arquétipo do puer aeternus o texto segue ressaltando a necessidade de acolher as imagens e solicitações da psique sem cair nos velhos padrões cristalizados no ego. O enfoque se dá no arquétipo em si e não em sua versão patologizada, tão explorada na literatura sobre o puer.

O cuidado que se dedica ao início do processo deve prosseguir como prioridade até a conclusão do mesmo. Para que isto se mantenha, há que se buscar uma profundidade na escuta analítica, uma atitude psicológica para com as feridas da alma, respeito para com o ritmo de cada paciente bem como para com suas limitações.

Instituto de Psicologia Analítica de Campinas
Instituto C.G. Jung Minas Gerais
Instituto Junguiano do Paraná
Instituto Junguiano do Rio Grande do Sul
Instituto Junguiano do Rio de Janeiro
Instituto Junguiano de São Paulo
Instituto Junguiano de Brasília
Instituto de Psicologia Analítica da Bahia

Associação Junguiana do Brasil - AJB - Todos os direitos reservados

Rua Cardoso de Almeida, 1005, casa 6
CEP 05013-001 – Perdizes – SP
www.ajb.org.brajb@ajb.org.br

by Elav