Associação Junguiana do Brasil

Monografias

Voltar

Autor: Mato, Maria de Fátima Santa Rosa Guimarães
Título: Perdidos e Achados Entre a Escuta Poética e a Psicoterapia
Ano: 2016
Orientadora: Tereza Caribé

Este texto tece considerações sobre a importância da reflexão sobre o processo de escutar e a necessidade de cultivar, e manter em movimento, o diálogo interior para o psicoterapeuta que trabalha levando em consideração a área intermediária/espaço do entre proposto por Jung. Trata também de paralelos entre a escuta poética – uma escuta aberta ao devir, ao inusitado surpreendente e misterioso que pode se revelar de repente nas/das entrelinhas do supostamente conhecido – e o trabalho na psicoterapia. A poesia é convidada de honra e apresentada como recurso e possibilidade para pacientes e psicoterapeutas se aproximarem de zonas ricas em significado e férteis de inspiração, de modo a favorecer ocasiões de se produzir o que Jung chamou de “a coisa eficaz”: uma experiência transformadora/renovadora. A escrita do texto nasce da área intermediária, do pensamento-fantasia, e, assim, ele (o texto) é composto de fragmentos que conversam entre si e trazem reflexões, questionamentos, poemas, relatos de experiências pessoais e de situações da prática clínica da autora. O texto convida a uma leitura interativa.

Palavras-chave: escuta poética, psicoterapia, diálogo interior, psicoterapeuta, pensamento-fantasia.

Instituto de Psicologia Analítica de Campinas
Instituto C.G. Jung Minas Gerais
Instituto Junguiano do Paraná
Instituto Junguiano do Rio Grande do Sul
Instituto Junguiano do Rio de Janeiro
Instituto Junguiano de São Paulo
Instituto Junguiano de Brasília
Instituto de Psicologia Analítica da Bahia

Associação Junguiana do Brasil - AJB - Todos os direitos reservados

Rua Cardoso de Almeida, 1005, casa 6
CEP 05013-001 – Perdizes – SP
www.ajb.org.brajb@ajb.org.br

by Elav