Departamento de Arte e Psicologia Analítica

 

Coordenadora: Irene Gaeta

Membros Participantes:

Cristiane Adamo, Denis Canal Mendes, Silvana Parisi, Paula Daré, Patrícia Pires de Campos

A Natureza do Departamento:

O homem sempre produziu arte. Parece que a emergência de expressar e materializar experiências, sonhos, ideias e intuições sempre foram necessários para que o homem pudesse se ver e se compreender e registrar as inquietudes e transformações de sua alma. Durante muito tempo a arte necessitou de suportes para ser trabalhada como quadros, paredes, argila, mármore, entre outros materiais. Para que tivéssemos contato com arte, normalmente íamos até o local em que estava: museus, igrejas, galerias. A partir das transformações da arte moderna desceu de seus suportes e ganhou um corpo tridimensional, e por vezes, vivo, como no caso das performances; obras que hoje ocupam as ruas, locais de passagem, metrôs. É possível que a arte ocupe agora um lugar mais democrático e possa fazer aquilo que traz em sua linguagem – nas suas diferentes formas de expressão – a manifestação da alma.

Objetivos:

Produção de Artigos, eventos, minicurso, entrevistas, vídeos, e participações em Congresso da AJB. Encontros Mensais de estudos, entrevistas, e visitas em ateliê de arte.

Os temas estudados/discutidos atualmente:

  • Sonhos e Arte;
  • Nise da Silveira – Museu do Inconsciente;
  • Leitura do livro “Espírito na arte e na ciência – Vol 15”.

Publicações (física ou on line):

Artigo revista Self

Artigo nos cadernos Junguianos

Eventos realizados desde a sua fundação:

I Jornada de Psicologia analítica e Arte – UNIP Nov/2018
Arte e Individuação: a pintura de Peter Birkhäuser – João Bezinelli – 07/12/18 – IJUSP
 

Propostas para 2019:

  • II Jornada de Psicologia analítica e Arte/Mini curso /IJUSP Jul/2019;
  • Realização de uma apresentação no congresso 2019 AJB/ RGS – Emergências da Alma: Sonhos e Arte. 

               

Mini curriculum e e-mail da coordenadora:

Irene Gaeta – iarcuri@uol.com.br

Membro Analista Didata da AJB/IAAP – São Paulo (IJUSP); Doutora em Psicologia Clínica pela PUC-SP. Arteterapeuta formada pelo Instituto Sedes Sapientiae. Especialista em Práxis Artística e Terapêutica pela Faculdade de Medicina da USP. Coordenadora do curso de Pós-graduação em Psicoterapia Junguiana da Universidade Paulista (UNIP). Professora da PUC/SP no curso de Psicologia.

Demais observações importantes sobre o Departamento:

Ao Departamento de Arte da AJB cabe a promoção de eventos que levantem debates e aprofundamentos. 

Com relação aos eventos, vários temas foram levantados:

  1. Discussão sobre o que é arte
  2. Trazer artistas para conversar sobre o que é arte
  3. Discussão de filmes e documentários
  4. Montagens de instalações com levantamento de dados com o público

Com relação ao grupo de estudo, os temas levantados foram:

  1. Nise da Silveira
  2. Obra de arte em Jung: Universalidade e atemporalidade
  3. A arte como recurso expressivo e a função transcendente
  4. O estudo da arte como forma de acompanhar os movimentos da consciência coletiva e da sombra coletiva de nossa época
  5. Levantamento do tema arte nas Obras Completas

Sugestões de leitura:

A natureza da psique função transcendente, A prática da psicoterapia, Seminários sobre Psicologia Analítica (1925) – Jung

O que é arte – Ferreira Gullar

O que é um artista – S. Thornton

A grande feira – Luciano Trigo

Questões trabalhadas no artigo/entrevista com Franklin Chang

  1. Por que a Dra. Nise nunca se uniu a uma instituição?
  2. Qual é a função de materializar algo para o paciente?
  3. Já houve situações onde materializar um estado psíquico em uma produção teve consequências negativas?
  4. Na sua trajetória, qual a contribuição a formação como analista teve na compreensão do atelier terapêutico